fbpx

Como o ozônio age nos microrganismos?

Como o ozônio age nos microrganismos

Você provavelmente já deve ter ouvido falar que Ozônio causa a inativação de bactérias, vírus, fungos, leveduras e protozoários. Esta informação é verdadeira, e comprovada cientificamente. Mas, o que muitas pessoas não entendem é: como uma única molécula é capaz de destruir tantos tipos diferentes de microrganismos?

O Ozônio é uma molécula composta por 3 átomos de oxigênio que apresenta como principal característica o seu elevado potencial de oxidação (2,07V).

Quando comparado com o Cloro, um elemento químico também muito conhecido pelo seu potencial oxidante (1,36V), antimicrobiano e clareador, o Ozônio é muito superior, sendo mais efetivo na eliminação de microrganismos, desinfecção de superfícies e tratamento de água. A molécula de Ozônio apresenta amplo espectro antimicrobiano, pois não atua sobre estruturas específicas dos microrganismos, mas age por oxidação das partes mais sensíveis ao processo oxidativo, como os lipídios e proteínas, danificando estruturas que são fundamentais para a sobrevivência destes seres. ⠀

  • Bactérias: o ozônio prejudica a integridade do envelope da célula bacteriana pela oxidação de fosfolipídios e lipoproteínas, o que modifica o conteúdo intracelular com a consequente perda da função das organelas. Dessa forma, até espécies resistentes à antibióticos podem ser eliminadas com ozônio.
  • Fungos: o ozônio também atua na inibição do crescimento celular de fungos em certos estágios, principalmente na fase de brotamento que é mais suscetível à oxidação. Com isso, o ozônio pode ser utilizado na indústria alimentar para impedir o crescimento de fungos em grãos, frutas e legumes, sem prejudicar a qualidade e as propriedades dos alimentos.
  • Vírus: esta molécula também tem capacidade de eliminar vírus que sofrem danos no capsídeo viral ao entrar em contato com o ozônio, o que atrapalha o ciclo reprodutivo e interrompe o contato do vírus com a célula, através da peroxidação.

Para receber mais informações sobre o ozônio e saber de todos os seus benefícios, siga nas nossas Redes Sociais e assine nossa Newsletter para acompanhar as novas descobertas.

Referência:

MENETREZ, M. Y., K. K. Foarde, T. D. SCHWARTZ, T. R. DEAN, AND D. BETANCOURT. An Evaluation of the Antimicrobial Effects of Gas-Phase Ozone. Ozone: Science and Engineering. Taylor & Francis Group, London, Uk, 31(4):316-325, (2009).

Share:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog Philozon

Postagens relacionadas

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

 Em breve um consultor entrará em contato com você.

SUA AVALIAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO!

SUA DOCUMENTAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO

Por gentileza, informar seu consultor que o cadastro foi realizado.