fbpx

Efeitos do Ozônio na Capacidade de Ereção Peniana e nos Níveis de Óxido Nítrico Sintase em Ratos Diabéticos

Estudo sugere que a terapia com ozônio pode ser benéfica na redução dos efeitos negativos do diabetes na disfunção erétil como resultado do aumento da atividade enzimática nos níveis endoteliais de óxido nítrico sintase.

A disfunção erétil (DE) associada ao diabetes é um importante problema de saúde em todo o mundo. Vasculopatia, neuropatia, adiposidade visceral, resistência à insulina e hipogonadismo são considerados os principais eventos fisiopatológicos da disfunção erétil em homens diabéticos. A parte mais importante da vasculopatia é a função endotelial prejudicada com a incapacidade de produção de óxido nítrico (ON). O ON é um dos mensageiros mais importantes na fisiologia da ereção, que fornece vasodilatação e homeostase vascular no tecido peniano.

Até o momento, duas isoformas de NO que desempenham papel diretamente na ereção peniana foram demonstradas, como NO neuronal (nNO) e NO endotelial (eNO) sintetizado principalmente por neurônios e endotélio, respectivamente. Outra isoforma, o NO indutível (NOi), sintetizado por vários tecidos e células imunes, como resposta imune a diferentes eventos, como infecção, também foi relatada.

Com base nos mecanismos de ação, a terapia com ozônio induz uma resposta biológica, incluindo a melhoria da circulação sanguínea e da entrega de oxigênio a um tecido isquêmico, como resultado da regulação positiva das enzimas antioxidantes celulares. A combinação do aumento de enzimas antioxidantes e oxigenação tecidual estimulada pela terapia de ozônio compete com o estresse oxidativo no corpo. Nesse sentido, complicações diabéticas atribuídas à hiperglicemia e estresse oxidativo no organismo podem ser alvo mais adequado para a ozonioterapia.

Algumas evidências que foram relatados na literatura já apoiam os efeitos preventivos da Ozonioterapia com sistema antioxidante aprimorado que afetam o nível de glicemia em várias complicações diabéticas.

Assim, os autores deste estudo levantaram a hipótese de que a terapia com ozônio pode ter alguns benefícios em potencial para a DE diabética. O objetivo foi do estudo foi determinar os efeitos do tratamento com ozônio nas alterações funcionais e bioquímicas do corpo cavernoso de ratos diabéticos.

Um total de 18 ratos foram incluídos no estudo. Os ratos foram divididos em três grupos: controle; diabetes mellitus; e diabetes mellitus + grupos de terapia com ozônio. Neste último, a mistura gasosa de ozônio foi administrada intraperitonealmente por 2 semanas após a indução do modelo experimental de diabetes. A resposta erétil foi avaliada através da determinação da pressão intracavernosa média. Os níveis neuronal, indutível e de óxido nítrico sintetase endotelial do tecido foram avaliados com kits comerciais ELISA. A avaliação imuno-histoquímica também foi realizada para determinar os níveis de expressão de óxido nítrico sintase semi quantitativamente.

Os resultados obtidos mostraram que a pressão intracavernosa média e a razão pressão intracavernosa / pressão arterial sistêmica foram significativamente maiores no grupo com diabetes mellitus + ozônio do que no grupo com diabetes mellitus (24,57 ± 6,36 mmHg vs. 5,98 ± 2,04 mmHg, p = 0,005 e 0,81 ± 0,16 vs. 0,26 ± 0,11, p = 0,0001, respectivamente). O nível de óxido nítrico sintetase endotelial do tecido peniano também foi significativamente maior no grupo com diabetes mellitus + ozônio em comparação com outros (19,28 ± 3,40 ng / mL vs. 13,47 ± 2,06 ng / mL e 13,28 ± 1,48 ng / mL, P = 0,01). A expressão do óxido nítrico sintetase endotelial aumentou significativamente com a terapia com ozônio.

Portanto, os resultados obtidos mostram que a ozonioterapia pode ser benéfica na redução dos efeitos negativos do diabetes na disfunção erétil como um resultado do aumento da atividade enzimática nos níveis endoteliais de óxido nítrico sintase.

COLAKEROL, A. et al. Effects of ozone treatment on penile erection capacity and nitric oxide synthase levels in diabetic rats. Int. J. Impot. Res., London, [sv], [sn], p.1-9, 2020.

ACESSE O CONTEÚDO COMPLETO AQUI

Share:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog Philozon

Postagens relacionadas

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

 Em breve um consultor entrará em contato com você.

SUA AVALIAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO!

SUA DOCUMENTAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO

Por gentileza, informar seu consultor que o cadastro foi realizado.