fbpx

Mudanças na frequência e função das células Th17

A esclerose múltipla (EM) é uma doença neurodegenerativa crônica, autoimune progressiva, caracterizada por inflamação crônica e que afeta mais de 2 milhões de pessoas em todo o mundo. No curso da doença,  ocorrem mudanças na frequência e função das células Th17 e seus fatores inflamatórios relevantes podem causar inflamação e progressão da doença. 

A ozonioterapia apresenta inúmeros benefícios, com estímulo da melhora das funções antioxidantes e anti-inflamatórias das células sendo conhecida como uma abordagem terapêutica benéfica nesta patologia. 

O estudo não controlado de Izadi et al. (2020) teve como objetivo avaliar as implicações terapêuticas da auto-hemoterapia com ozônio nas respostas Th17 em pacientes com esclerose múltipla.

Para a metodologia foram incluídos 20 pacientes com EM como grupo experimental que receberam terapia com ozônio (100 ml de composto O2 / O3 (concentração de 25 ug/ml) com 100 ml de sangue autólogo) duas vezes por semana durante 6 meses. A frequência de células Th17, a expressão gênica dos fatores relevantes (RORɣt, IL-17, IL-23, miR-141, miR-155 e miR-200), bem como os níveis de secreção de IL-17 e IL- 23 e citocinas, foram comparados entre os grupos de paciente e controle, bem como o grupo de pacientes antes e após a terapia com ozônio pelas técnicas de citometria de fluxo, PCR em tempo real e ELISA, respectivamente.

Os achados do estudo indicaram diminuição significativa na frequência de células Th17 (P = 0,0002), nos níveis de expressão de RORɣt e IL-17 (P = 0,0001 e P = 0,0004, respectivamente), bem como miR-141 e miR- 155 (P <0,0001 e P <0,0001, respectivamente) na condição pós-tratamento com ozônio em comparação com a condição pré-tratamento. Além disso, a redução significativa no nível de secreção de IL-17 (P = 0,043) foi detectada nos pacientes tratados.

Uma vez que níveis e respostas aumentados de células Th17 podem ter papéis críticos na patogênese e inflamação da EM, os achados deste estudo revelaram que a auto-hemoterapia com ozônio pode reduzir as respostas Th17 no sangue periférico de pacientes com EM e pode ser uma abordagem benéfica no tratamento da Esclerose Múltipla.

BAIXE O ARTIGO EM PDF AQUI

Referência:

Izadi M, Tahmasebi S, Pustokhina I, Yumashev AV, Lakzaei T, Alvanegh AG, Roshangar L, Dadashpour M, Yousefi M, Ahmadi M. Changes in Th17 cells frequency and function after ozone therapy used to treat multiple sclerosis patients. Mult Scler Relat Disord. 2020 Nov;46:102466.

Share:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog Philozon

Postagens relacionadas

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

 Em breve um consultor entrará em contato com você.

SUA AVALIAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO!

SUA DOCUMENTAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO

Por gentileza, informar seu consultor que o cadastro foi realizado.