fbpx

Tratamento de lesões cariosas sintomáticas, profundas e quase expostas, usando ozônio

Tratamento de lesões cariosas sintomáticas, profundas e quase expostas, usando ozônio

O ozônio tem sido amplamente utilizado no tratamento de cáries devido ao seu ao seu potencial de destruição de bactérias, vírus e fungos, proporcionando altíssima taxa de desinfecção, oxidação dos metabólitos bacterianos, e grande diminuição da possibilidade de reinfecção tecidual, uma vez que o ambiente se torna hostil à recolonização.

Al-Omiri et al. (2021) em seu estudo randomizado controlado avaliou a dor pós-tratamento e a necessidade de tratamento endodôntico após o uso de um método de remoção de cárie tradicional seguido de restauração comparando a um método de tratamento mais conservador associado a aplicação de Ozônio e uma restauração.

Foram incluídos na pesquisa 84 participantes (42 homens e 42 mulheres, idade média ± DP = 23,9 ± 2,0 anos) que foram alocados aleatoriamente para receber um tratamento tradicional (n = 42, 21 homens e 21 mulheres) ou o tratamento com Ozônio (n = 42, 21 homens e 21 mulheres). O método do ozônio apenas diferiu do método tradicional por deixar as cáries coriáceas profundas no assoalho pulpar e depois tratá-las com 20s de gás Ozônio de forma local. Todas as cáries foram removidas no grupo tradicional. Um cimento de ionômero de vidro convencional (Riva Self Cure High Viscosity, SDI, Austrália) foi colocado seguido por uma restauração de resina composta (Filtek Z250 Universal Restorative, 3 M ESPE, EUA) em cada cavidade.

A escala visual analógica foi usada para avaliar os escores de dor antes do tratamento e após 24 horas. Os participantes foram acompanhados por 2 anos para avaliar a necessidade de tratamento endodôntico. Os níveis de significância estatística foram fixados em α ≤ 0,05.

Ambos os grupos foram associados à redução significativa dos escores de dor 24 horas após o tratamento (p <0,0001). O tratamento com ozônio foi associado a menos dor 24 horas após o tratamento (p <0,0001) e menos necessidade de tratamento de canal (p = 0,014), após 2 anos de acompanhamento, do que o tratamento convencional.

Em conclusão, o tratamento de lesões cariosas profundas sintomáticas por ozônio após a remoção parcial da cárie foi acompanhado com menos dor e ocorrência de tratamento endodôntico após o tratamento em comparação com a remoção completa de cárie tradicional.

BAIXE O CONTEÚDO EM PDF AQUI

Referência:

Al-Omiri MK, Alqahtani NM, Alahmari NM, Hassan RA, Al Nazeh AA, Lynch E. Treatment of symptomatic, deep, almost cariously exposed lesions using ozone. Sci Rep. 2021 May 27;11(1):11166. doi: 10.1038/s41598-021-90824-0. PMID: 34045632; PMCID: PMC8159964.

Share:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog Philozon

Postagens relacionadas

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.

O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

 Em breve um consultor entrará em contato com você.

SUA AVALIAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO!

SUA DOCUMENTAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO

Por gentileza, informar seu consultor que o cadastro foi realizado.