fbpx

Vias de aplicação em medicina veterinária

A ozonioterapia é uma técnica terapêutica que vem sendo cada vez mais utilizada na medicina veterinária. Ela consiste na utilização do ozônio para tratar diversas enfermidades em animais de diferentes espécies. O ozônio possui propriedades oxidativas, antimicrobianas e anti-inflamatórias, e pode ser utilizado em diversas formas. No entanto, é importante que a ozonioterapia seja realizada por profissionais capacitados e experientes, respeitando as normas e regulamentações que regem a prática veterinária.

Dentro de uma faixa terapêutica, que vai de acordo com a indicação e tipo de aplicação, a concentração de ozônio pode variar entre 1 que corresponde a uma mistura de oxigênio-ozônio de 0,05% de ozônio e 99,95% de oxigênio e 80mg/L, que corresponde a 4% de ozônio e 95% de oxigênio.

Esta mistura gasosa oxigênio-ozônio, dentro da faixa terapêutica, pode ser administrada sob diferentes vias nos organismos animais. O médico veterinário habilitado deverá determinar a dose adequada e a via de aplicação de acordo com a indicação e as condições do paciente.

As vias de aplicação mais utilizadas estão descritas a seguir:

  • Tratamento tópico:

Com uma bolsa ou bag, um sistema fechado que contenha o gás no local de aplicação, o ozônio é aplicado topicamente e consiste em um método muito eficiente para o tratamento de lesões, úlceras, escaras, feridas abertas e lesões pós-operatórias localizadas nos membros dos animais. Utiliza-se por cerca de 20 a 30 minutos, e os resultados após algumas seções são muitos satisfatórios.

  • Insuflação Retal:

A insuflação retal é umas das principais formas de administração nos animais domésticos. Esta via permite uma maior facilidade de aplicação, uma vez que não é necessária a utilização de materiais complexos, além de não exigir grandes esforços para contenção dos animais. Esta via não promove desconforto ao paciente, porque a mistura ozônio-oxigênio é absorvida diretamente na mucosa intestinal, imediatamente após a administração.

  • Injeção intra-articular e subcutânea:

Consiste na administração do gás no interior de uma articulação acometida. Esta modalidade é indicada para o tratamento de enfermidades como artrite séptica e requer um pouco mais de trabalho e treinamento do médico veterinário, e, em alguns casos, é necessária a contenção química do animal.
A injeção subcutânea tem como principal objetivo a analgesia.

  • Auto-hemoterapia maior ou grande auto-hemoterapia (GAHT):

Consiste na aplicação de ozônio em um volume de sangue, seguido de reinfusão por via endovenosa. O sangue é retirado através de venopunção do animal, misturado com ozônio, que possui grande interação com os constituintes sanguíneos, e o mesmo é administrado novamente através da via intravenosa.

  • Auto-hemoterapia menor ou pequena auto-hemoterapia (PAHT):

De igual maneira, a também trata o sangue externamente, porém é reinfundido pela via intramuscular. De modo geral, a aplicação do sangue ozonizado é utilizada para estimular o sistema imunológico.

  • Aplicação auricular ou otológica:

O ozônio é aplicado pela via otológica para tratamentos locais, mas pode ter efeitos sistêmicos através da absorção pelas mucosas

Share:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog Philozon

Postagens relacionadas

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

 Em breve um consultor entrará em contato com você.

SUA AVALIAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO!

SUA DOCUMENTAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO

Por gentileza, informar seu consultor que o cadastro foi realizado.