fbpx

Efeitos da Ozonioterapia no tratamento de doença renal

Ozonioterapia no tratamento de doença renal

As doenças renais são descritas como um conjunto de síndromes multifatoriais, diagnosticadas por meio da avaliação do comprometimento de marcadores de função e de lesão renal (creatinina, ureia, proteinúria, albuminúria). A prevalência das doenças renais é bastante elevada, apresentando uma taxa de mortalidade, aproximada, de 21%, sendo um problema de saúde global.

O estudo de revisão de Delgadillo-Valero et. al. (2023) tem como objetivo integrar e apresentar conhecimentos sobre a utilização da ozonioterapia no tratamento de doenças renais, além de explicar as propriedades terapêuticas e fornecer informações para futuras pesquisas clínicas.

Os efeitos terapêuticos comumente observados após a administração de ozônio nos rins estão relacionados a recuperação da função renal, medida através da melhora dos índices de filtração e depuração plasmática de metabólitos e da redução dos níveis de ureia e creatinina.

Além disso, há evidências de que a ozonioterapia reduz os danos morfológicos, avaliados por meio de microscopia de fótons, casos de hemorragia medular, necrose tubular e dano glomerular apresentaram melhora. Houve também diminuição da inflamação, devido a redução da expressão de citocinas IL, TNF-α, MCP-1, ICAM-1 e a via NFKB.

Em casos de danos isquêmicos nos rins, o artigo mostra que a ozonioterapia é um potencial tratamento para lesão de isquemia e reperfusão, podendo ser utilizado no pré e pós-condicionamento isquêmico, com efeitos benéficos na produção de enzimas antioxidantes e diminuição da morte celular.

Nos casos de doença renal crônica (geralmente causada por diabetes) onde o paciente pode necessitar de tratamento por hemodiálise, a ozonioterapia é um potencial complementar ao tratamento convencional por ser capaz de reduzir a inflamação e o estresse oxidativo, além da propriedade antimicrobiana do ozônio tópico para evitar infecções microbianas que são comuns em pacientes submetidos a hemodiálise.

Os autores concluíram, a partir desta revisão, que a ozonioterapia é eficaz em casos de lesão renal, principalmente contra o estresse oxidativo e a inflamação causada por doenças renais. No entanto, mais estudos são necessários para definir um protocolo terapêutico de aplicação do ozônio em pacientes com doenças renais. A necessidade de padronizar o tratamento em uma aplicação mais eficaz vem da observação da grande variedade de doses, concentrações e tempos de administração entre as publicações.

Clique aqui e faça download do artigo. 

Referência:

Delgadillo-Valero LF, Hernández-Cruz EY, Pedraza-Chaverri J. The Protective Role of Ozone Therapy in Kidney Disease: A Review. Life (Basel). 2023 Mar 10;13(3):752. doi: 10.3390/life13030752. PMID: 36983907; PMCID: PMC10057350.

Share:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog Philozon

Postagens relacionadas

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

 Em breve um consultor entrará em contato com você.

SUA AVALIAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO!

SUA DOCUMENTAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO

Por gentileza, informar seu consultor que o cadastro foi realizado.