fbpx

Saúde Integrativa – o paciente no centro do cuidado

Saúde integrativa - O paciente no centro do cuidado

A Saúde Integrativa é considerada hoje, pela OMS, como um conjunto de práticas complementares ao tratamento medicinal convencional que promovem o cuidado individual através de recursos terapêuticos, olhando o ser humano em sua totalidade como um ser único e não só como uma doença.

São práticas que têm como pilar o tratamento do indivíduo como um todo, relacionando atendimento interdisciplinar com a medicina tradicional, objetivando oferecer uma abordagem multidisciplinar e um cuidado com efetividade e mantendo o foco nas necessidades do paciente para ampliar sua autonomia.

Para celebrar este 23 de janeiro – Dia da Medicina Integrativa e falar sobre como a Enfermagem pode atuar com foco na saúde integrativa e trazer sua experiência com a Ozonioterapia, a Philozon convidou a enfermeira Lia Borsarini, que, há mais de 20 anos, atua também com a saúde integrativa com seus pacientes e como experienciar essas técnicas podem influenciar consideravelmente no resultado do tratamento deles.

Aqui ela nos conta um pouco mais sobre os desafios em sua carreira.

P: O que a levou a escolher a sua área de atuação?

L: Quando comecei a Faculdade escolhi Nutrição. Durante o curso, meu professor de Fisiologia Humana, que também era padre, observou em mim o que ele chamou de “alma de Enfermeira”, fiz a faculdade e observei o quanto eu gostava de cuidar das pessoas. Despertou em mim uma paixão.

P: Qual foi (ou é) o maior desafio que encontrou ao longo dos anos na sua carreira?

L: O meu maior desafio foi quando eu trabalhei por 10 anos com o Dr. Cezar Philippi, que iniciou o uso de ozonioterapia no Estado de Santa Catarina, há 26 anos atrás.

P: Como você lida com as expectativas e medos dos seus pacientes?

L: Normalmente, dou uma explicação do que é ozonioterapia, peço para as pessoas pesquisarem sobre o assunto e deixo-as à vontade para decidirem se querem ou não.

P: Como os tratamentos com a Ozonioterapia mudaram seus atendimentos?

L: Eu iniciei minha carreira como Enfermeira já com a ozonioterapia. Ao longo do tempo, observei que os resultados positivos obtidos com esta técnica são perceptíveis, especialmente em relação à analgesia imediata, ou seja, com a cessação da dor. Os pacientes muitas vezes me indagam se esta seria terapia um milagre e o que eu teria feito para que isto acontecesse. Respondo que se trata de uma técnica com evidências científicas em muitos estudos. Digo sempre a eles que não podem parar seus tratamentos.

P: O que você espera da saúde integrativa nos próximos anos?

L: Espero que a saúde integrativa evolua cada vez mais porque se trata da melhor estratégia no combate às doenças e na preservação da saúde.

P: Qual mensagem você deixaria para pessoas interessadas em trazer a Ozonioterapia para sua prática clínica e pacientes?

L: Minha mensagem aos profissionais da saúde interessados em ozonioterapia é que devem se aprofundar em literatura específica em cursos de aperfeiçoamento e especialização. Trata-se de uma área em ampla expansão com perspectiva de se tornar cada vez mais valiosa no tratamento de diversas doenças. Para maior aprofundamento na área podem se dedicar à Academia, em cursos de mestrado, doutorado e mesmo na docência.

Share:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Blog Philozon

Postagens relacionadas

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

 Em breve um consultor entrará em contato com você.

SUA AVALIAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO!

SUA DOCUMENTAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO

Por gentileza, informar seu consultor que o cadastro foi realizado.