fbpx

O que é o Ozônio Medicinal e como ele é gerado?

Muito tem se falado em ozônio e seu uso na saúde mas você sabe o que é o ozônio medicinal e como ele é gerado?

O ozônio medicinal é uma mistura de ozônio e oxigênio puro, produzido por um gerador de ozônio, em quantidades e concentrações precisas que são definidas conforme o tratamento que será desenvolvido, de acordo com a necessidade do paciente.

Uma dúvida muito comum é se o ozônio que usamos nos produtos e tratamentos, é o mesmo da camada de ozônio. Será?

Bom, o ozônio é um gás natural composto por três átomos de oxigênio e está presente na estratosfera que envolve o planeta Terra.  Os dois gases são encontrados na natureza e fazem parte do nosso metabolismo celular.

Em uma explicação mais técnica, o ozônio é a forma triatômica do oxigênio. O oxigênio é normalmente encontrado em sua forma diatômica (O2), mas assim como encontramos na natureza o alótropo do grafite na forma de diamante, o ozônio (O3) é o alótropo do oxigênio. Forma-se quando as moléculas de oxigênio (O2) se rompem , e os átomos separados combinam-se individualmente com outras moléculas de oxigênio.

O ozônio (O3) é um gás bastante reativo e altamente instável, ou seja, logo se recompõe a oxigênio (O2). É um dos oxidantes naturais mais potentes e é também um poderoso germicida. Estas características conferem ao ozônio uma gama de aplicações, sendo utilizado em saúde e processos industriais, tratamento de águas, alimentos, gases, efluentes e também como agente clareador/branqueador.

Mas vamos entender como o ozônio medicinal é gerado

O ozônio é gerado quando uma molécula de gás oxigênio recebe uma descarga elétrica ou radiação ultravioleta, provocando a separação dos dois átomos de oxigênio. Cada átomo liga-se com outra molécula de oxigênio, passando de O2 para O3.

Para gerar o ozônio medicinal é necessário que o oxigênio utilizado seja de alto grau de pureza, pois o ar que respiramos é composto de vários gases, podendo variar na sua composição, portanto não é puro. Já o oxigênio medicinal produz um grau de pureza e qualidade muito superior ao oxigênio de uso industrial.

O ar contém 78% de nitrogênio. Se o ozônio for gerado com ar, poderá gerar compostos indesejados, potencialmente tóxicos, dentre eles o ácido nítrico (HNO3) que é altamente corrosivo e pode ser prejudicial ao organismo, além de reagir também com os componentes do gerador de ozônio, provocando danos que reduzem a vida útil do equipamento.

O oxigênio gerado em concentradores não apresenta o grau suficiente de pureza necessária para a geração segura de ozônio para aplicações em saúde. 

Diante do exposto é que se preconiza apenas o uso do oxigênio medicinal fornecido em cilindros, para a geração segura e controlada do ozônio nas concentrações esperadas. Juntamente ao cilindro é necessário uma válvula reguladora de oxigênio. Por isso tudo, é muito importante saber como o ozônio medicinal é gerado e suas condições específicas.       

Mas o que são os cilindros de oxigênio?

Os cilindros são corpos metálicos que suportam grandes pressões, onde são armazenados o oxigênio (ou outros gases). São feitos de alumínio ou aço e seguem rigorosas normas técnicas que estabelecem suas características, fabricação e testes. São considerados itens de segurança, ou seja, sua adequação é necessária para garantir a segurança dos usuários e das pessoas que frequentam o ambiente onde o cilindro está instalado.

O volume interno do cilindro, a pressão que ele suporta e tipo do gás que será armazenado definem a quantidade do gás que pode ser armazenado. Ou seja, o volume do cilindro (capacidade) não é a mesma coisa que o volume de oxigênio que tem no cilindro. Isso ocorre porque o oxigênio é um gás e pode ser comprimido. Exemplo, um cilindro de 1 litro de capacidade poderia receber apenas 1 litro de água, mas falando em oxigênio, devido à pressão que ele suporta (153 bar) é possível colocar dentro até 170 litros do gás.

Atualmente possuímos dois modelos: M6 com capacidade de 1 litro e MD com capacidade de 2,9 litros, suportando 420 litros de oxigênio (quando à pressão de 139 bar).

No colarinho dos cilindros construídos conforme normas técnicas, existe um conjunto de letras e números que identificam a origem e características de uso do cilindro.

Dentro do cilindro, o oxigênio está sob pressão, quando o cilindro é reabastecido, existe muito oxigênio dentro dele, então a pressão interna é alta. À medida que o oxigênio vai sendo consumido, a quantidade de oxigênio diminui dentro do cilindro, e a pressão vai ficando menor.

 E o que é são as válvulas reguladoras de oxigênio?

A válvula registra a concentração de oxigênio no cilindro e pode ter ou não um fluxômetro. Nos geradores Philozon, o sistema de controle automático Flow Control garante a segurança ao utilizar o oxigênio, dispensando a válvula com fluxômetro. Para utilizar o oxigênio com segurança e eficácia, é preciso regular a pressão e vazão de saída do cilindro.

Quando se abre a válvula (registro) do cilindro, é feita a liberação do oxigênio para a atmosfera. Imediatamente, a pressão dentro do cilindro começa a diminuir, pois está diminuindo a quantidade de oxigênio dentro do cilindro.

Por mais que a função da válvula reguladora seja entregar o oxigênio em uma pressão constante, na prática não é isto que ocorre. Válvulas de baixa qualidade, que sofreram choques, muito usadas, juntamente com a variação da pressão interna do cilindro (à medida que se esvazia), fazem com que ocorra uma variação indesejada na pressão do oxigênio. Em razão disso, a função de Flow Control, que elimina o efeito da variação da pressão na geração de ozônio, garante segurança e confiabilidade ao usuário.

O range de operação de pressão nos geradores de ozônio da Philozon é entre 1,5 kgf/cm² e 3,8 kgf/cm². Se a válvula estiver desregulada, com pressão abaixo ou acima destes valores, o equipamento não opera, como medida de garantir o correto funcionamento. 

A utilização de válvula redutora de pressão e fluxômetro de qualidade, específicos para oxigênio, é fundamental para o correto funcionamento do gerador de ozônio e garantia da concentração desejada.

Basicamente o gerador + cilindro de oxigênio + válvula reguladora de oxigênio são uma família que se complementam. Sem um dos itens, não há a geração do ozônio medicinal.

A Philozon possui todos esses equipamentos, bem como outros acessórios necessários para determinados tipos de tratamento.  Toda a explicação com o passo a passo do uso desses equipamentos está descrita no manual que acompanha os mesmos. O processo é simples, mas alguns cuidados são necessários. 

Então, agora você um pouco mais sobre o ozônio, e como o tipo de ozônio medicinal é gerado, e suas aplicações bem como equipamentos para a sua produção com segurança e qualidade.    

Share:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Sem comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Blog Philozon

Postagens relacionadas

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

O FORMULÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

 Em breve um consultor entrará em contato com você.

SUA AVALIAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO!

SUA DOCUMENTAÇÃO FOI ENVIADA COM SUCESSO

Por gentileza, informar seu consultor que o cadastro foi realizado.